ESTUDOS DE IDIOMAS. STUDIES OF LANGUAGES. Click Δ para acessar Subpáginas.

BIBLIOGRAFIA GERAL DESTE  SITE. THE GENERAL BIBLIOGRAPHY OF THIS SITE IS AVAILABE AT

http://archive.org/search.php?query=creator%3A%22DARCY%20CARVALHO%22&sort=-downloads

PROF. DR. DARCY CARVALHO, SÃO PAULO, SP, BRASIL

Estudos de Idiomas:  Espanhol, Catalão, Occitano; Italiano, Rumeno, Rumantsh Grischun;  Inglês , Francês; Alemão , Holandês, Sueco; Árabe Moderno; Hebraico , Aramaico ; Latim Clássico e Moderno; Grego Clássico, Bíblico  e Moderno; Russo;  Sânscrito, Hindi; Chinês Clássico e Moderno; Japonês. Nihongo

ESTUDOS DE IDIOMAS:  OBJETIVOS  VISADOS [20/05/2013]

Disponibilizar material e informações sobre os muitos recursos existentes  para estudar autodidaticamente  idiomas tanto ocidentais  como  orientais, clássicos ou  modernos, importantes para a pesquisa acadêmica. As línguas europeias se dividem em  grandes famílias: línguas germânicas, línguas eslavas, línguas celtas, línguas românicas ou neolatinas.  Além destes grupos de línguas assemelhadas na gramatica e no vocabulário, temos ainda na Europa  línguas isoladas, que não podem ser incluídas em nenhuma das famílias indo-europeias, acima  referidas : o Húngaro, o Turco, o Maltês  e o Finlandês, por exemplo.

Para pesquisa e estudos acadêmicos, atualmente, basta adquirir a capacidade de identificar, ler e  traduzir textos científicos ou literários em inglês, francês e alemão, necessariamente,  e dominar mais um ou dois  idiomas relacionados.

No Oriente e na África, a situação de um estudante estrangeiro é tal que por lá basta ser proficiente em inglês ou em francês e aprender rudimentos  da língua coloquial do país,  o suficiente para facilitar  intercâmbio social.

O latim  e o grego, com seus imensos vocabulários e perfeitos  mecanismos de criação de novas palavras, estão  na raiz de todos os idiomas europeus.  Mesmo na falta de cursos formais desses idiomas, os academicos podem adquirir,  estudando sozinhos, mobilidade nesses territorios,  suficiente para acessar dicionários e criar palavras nas suas áreas de interesse.

A percepção de que as línguas europeias se distribuem em famílias bem definidas, que compartilham a gramática e parte considerável do vocabulário culto de base greco-latina, tem suscitado o aparecimento de novos  procedimentos  e métodos de aprendizagem, que permitem aprender mais de uma língua ao mesmo tempo, como o recente  EuroCom, cuja proposta apresentamos abaixo, exemplificando-o para o  português e  o  galego.  

ESTUDOS DE IDIOMAS, STUDIES OF LANGUAGES. 

A MATÉRIA ESTÁ DISTRIBUIDA EM SUBPÁGINAS QUE POSSIBILITAM O ACRÉSCIMO DE DOCUMENTOS PARA LEITURA.

SUBPÁGINAS ATÉ O PRESENTE (11):

ACESSE-AS PELO  FINAL  DA PRESENTE PÁGINA OU CLICANDO NO DELTA DO  MENU LATERAL

GREGO MODERNO. MODERN GREEK.

No menu lateral Click Δ para acessar downloads

JAPANESE. LÍNGUA JAPONESA. NIHONGO

LATIM MEDIEVAL. MEDIEVAL LATIN. LE LATIN MÉDIÉVALE .

Arquivos no final da página

LÍNGUA ÁRABE MODERNA

LÍNGUAE NEOLATINAE MAIORES MAJOR NEO-LATIN LANGUAGES

Língua Rumena. Limba Româna

LINGUAE NEOLATINAE MINORES MINOR NEOLATIN LANGUAGES

 Língua Rumantsh. Romansh Language

LÍNGUAS AUXILIARES INTERNACIONAIS.

Click Δ para abrir Subpáginas

MODERN LATIN STUDIES. ESTUDOS DE LATIM MODERNO.

Click Δ para  acessar subpáginas.

Click subpágina 09 para acessar downloads de gramáticas.

RUSSO. RUSSIAN LANGUAGE .LE RUSSE